Vila Franca: Exposição “Cheias de 1967” presta homenagem às vítimas do Concelho

A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, através do seu Museu Municipal, apresenta uma importante Exposição dedicada às Cheias de 1967, que tem curadoria de Joaquim Letria. A inauguração terá lugar dia 30 de Novembro no Celeiro da Patriarcal.

A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, através do seu Museu Municipal, apresenta uma importante Exposição dedicada às Cheias de 1967, que tem curadoria de Joaquim Letria, um dos jornalistas que à época esteve presente nos locais da catástrofe. A inauguração terá lugar dia 30 de Novembro, pelas 17h00, no Celeiro da Patriarcal, em Vila Franca de Xira.

A Exposição “Cheias de 1967” mereceu o Alto Patrocínio do Presidente da República e pretende contribuir para um melhor conhecimento da realidade política e social da Região naquela época, bem como dos acontecimentos que marcaram para sempre a História do nosso País.

Fonte da edilidade refere: “Será também uma oportunidade para a Autarquia Vila-franquense prestar a justa homenagem a todas as vítimas desta tragédia, em particular as do Lugar das Quintas, na Castanheira do Ribatejo, Alverca do Ribatejo e Alhandra, localidades do Município de Vila Franca de Xira que foram então particularmente atingidas”.

A mesma fonte acrescenta que este é o resultado de um trabalho cuidado de investigação documental e de recolha de testemunhos de muitos residentes locais que irão partilhar as suas histórias e dos seus familiares, no contexto daquele que foi o pior desastre natural em Portugal, depois do terramoto de 1755. Acrescente-se que esta exposição, de entrada livre, estará patente até 05 de Abril de 2020.