Alcoentre: esgotos em Casais das Boiças e fim da poluição da Ribeira da Maçussa

A apresentação da empreitada de execução do Interceptor de Casais das Boiças decorreu no serão desta última segunda-feira, dia 4 de Fevereiro. A sessão realizou-se em Casais das Boiças e contou com a presença de Luís de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Azambuja.

A apresentação da empreitada de execução do Interceptor de Casais das Boiças decorreu no serão desta última segunda-feira, dia 4 de Fevereiro. A sessão realizou-se em Casais das Boiças e contou com a presença de Luís de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Azambuja.

Presentes estiveram também o presidente da Junta de Freguesia de Alcoentre – Francisco Morgado, e ainda o presidente do Conselho de Administração da Águas do Tejo Atlântico – António Frazão. A população local aderiu à iniciativa e pôde esclarecer todas as dúvidas junto dos técnicos da empresa.

“A obra constitui mais um importante passo no sistema de saneamento que serve a população do Concelho de Azambuja, transportando as águas residuais de Vale Vigário e de Casais das Boiças até à estação elevatória das Boiças que as enviará para a ETAR de Alcoentre”, explicou Luís de Sousa, presidente da autarquia.

O autarca acrescentou: “Fica sublinhado este novo avanço no trabalho conjunto entre a Câmara Municipal de Azambuja e a Águas do Tejo Atlântico, empresa que demonstra o seu compromisso na melhoria do serviço prestado ao município e à sua população”.

A empreitada, com uma extensão de cerca de 1.900 metros, vai permitir recolher as águas residuais domésticas de 40 famílias e representa um investimento de cerca de 228 mil euros. A obra tem um prazo de execução previsto de 100 dias. “Os trabalhos serão prontamente iniciados e a obra irá contribuir para a despoluição da Ribeira da Maçussa e, naturalmente, para o aumento da qualidade de vida das populações servidas”, referiu igualmente Sousa.