Salema: “Balanço do Azambuja CultFest muito positivo, poupámos 60% em relação ao modelo anterior”

O executivo da Freguesia de Azambuja faz um balanço "muito positivo"do Azambuja CultFest – Festival Cultural realizado recentemente e que substituiu o antigo modelo das Festas de Azambuja.

O executivo da Junta de Freguesia de Azambuja faz um balanço “muito positivo” das “Festas da Freguesia” que agora foram transformadas num, e citamos, “produto cultural mais diversificado e atual”. Foi dessa forma que surgiu o Azambuja CultFest – Festival Cultural, realizado nos dias 23, 24 e 25 de setembro em Azambuja.

Recordemos que este formato colocou um ponto final nas antigas festas, que incluiam largadas de toiros pelas ruas. “Destacamos o facto de conquistarmos diferentes públicos, dos mais novos aos mais velhos, com 15 espetáculos de música, teatro e dança em 2 palcos durante os 3 dias”, refere André Salema, presidente do executivo local desde as últimas autárquicas.

Salema reforça o balanço a este novo formato: “Contámos com cerca de 50 espaços com marcas do concelho de Azambuja, artesanato, street food, bares e outras ofertas, e das 5000 pulseiras que tínhamos disponíveis dando acesso aos 3 dias vendemos 4640, o que
se traduziu em milhares de entradas em todos os dias do festival”.

O resultado efetivo desta iniciativa significou um esforço de 28.291,71 euros por parte da Freguesia de Azambuja. “Uma poupança significativa em relação aos últimos festejos de 2019, com uma redução de 60% dos gastos, que apenas foi conseguida com a afluência dos visitantes e o apoio das marcas e patrocínios”, explica Salema, que acrescenta: “Orgulhosamente honramos o compromisso de apoiar a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Azambuja com o valor de 5.000 euros proveniente de parte da receita dos ingressos no recinto”.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR