Silvino Lúcio em presidência aberta na Freguesia de Aveiras de Baixo durante o mês de maio

Silvino Lúcio vai cumprir a sua próxima Presidência Aberta na Freguesia de Aveiras de Baixo durante o mês de maio. O presidente da autarquia de Azambuja vai desta forma estar em contacto direto com a realidade da sua freguesia natal.

Silvino Lúcio vai cumprir a sua próxima Presidência Aberta na Freguesia de Aveiras de Baixo durante o mês de maio. O presidente da autarquia de Azambuja vai desta forma estar em contacto direto com a realidade da sua freguesia natal durante esta iniciativa que pretende aproximar os eleitos e os munícipes em geral, de acordo com os pressupostos que levaram à realização da mesma.

“O nosso objetivo passa por dar voz às populações e aos seus anseios, procurando dar resposta às necessidades de cada comunidade e aumentar a coesão em todo o município”, refere Silvino Lúcio, eleito presidente da Câmara de Azambuja em setembro último. Esta Presidência Aberta em Aveiras de Baixo tem início marcado para o dia 02 de maio.

Deste evento faz parte a realização de uma exposição intitulada “Janelas da Freguesia”, no Largo da Paciência situado em frente à Junta de Freguesia local. Ali estará patente durante todo o mês um conjunto de fotografias com o objetivo de propor e valorizar uma abordagem diferente da realidade da freguesia, mostrando pormenores menos comuns do seu património, das suas gentes e dos seus lugares.

No dia 13 de maio todos os munícipes que assim o desejem terão oportunidade de ser atendidos em privado por Silvino Lúcio a partir das 18h30. Já no sábado, 21 de maio, o Convento das Virtudes será local de concentração e partida pelas 21h00 para uma caminhada noturna de cerca de 6 quilómetros. Esta presidência aberta culminará com a reunião ordinária descentralizada do Executivo Municipal, agendada para o dia 24 de maio no Convento das Virtudes.

Silvino Lúcio assegura igualmente que ao longo do mês terão lugar encontros de trabalho entre os autarcas do município e da freguesia e reuniões com as coletividades, bem como visitas a instituições e a equipamentos. “Serão momentos que visam aumentar o diálogo e incentivar a participação e integração das pessoas na dinamização e evolução das suas terras, contribuindo para a consolidação de uma democracia mais participativa nos vários níveis do Poder Local”, reforça o autarca.