Jorge Manuel e o novo álbum: É amor… e também muita persistência

Amor pela música e persistência que dura há mais de duas décadas. Jorge Manuel continua com a sua carreira de cantor e autor dos temas que interpreta. Tudo começou há 21 anos e agora tem novo disco que se intitula precisamente “É Amor”.

Jorge Manuel tem vivido toda a sua vida aqui pela região do Cartaxo, Azambuja e Alenquer, de onde claramente o identificamos. É militar da GNR de profissão, mas nunca largou a música, afinal a sua grande paixão. Segundo afirma, as dificuldades que a vida lhe apresentou nos últimos anos fizeram-no questionar se esse seria o caminho a persistir. Mas o Jorge é um guerreiro, e “É Amor” a prova da sua persistência.

Afirma que foi enganado e explorado por pessoas sem escrúpulos. “Aproveitam-se dos menos experientes e prometem coisas que depois nunca chegam a cumprir“, assegura o cantor e autor de todas as suas músicas. Jorge Manuel já editou até ao momento meia dúzia de álbuns e um livro. Há também um CD no portfólio.

Numa altura em que os concertos estão praticamente todos cancelados e a aguardar que a pandemia nos dê algumas tréguas, eis que Jorge Manuel prova toda a sua fibra de guerreiro e “manda vir” mais um álbum. O próprio autodenomina-se campeão das entrevistas nas rádios, onde assegura já ter estado mais de 600 vezes. “Essa é a forma de estar mais próximo do povo que tanto amo e que cada vez mais segue o meu trabalho“, afirma o cantor.

O novo álbum de Jorge Manuel foi produzido por Elton Ribeiro e teve o apoio do Fundo Cultural da Sociedade Portuguesa de Autores. “É um disco que fala de amor, retrata a paixão, a verdadeira essência do amor, fala de uma experiência de vida, do desejo, do saber amar e do respeito pelo próximo“. O álbum assim definido pelo próprio Jorge Manuel.

 


Carlos Sequeira e o CHEGA em Alenquer: “Terceiro lugar não é mau, mas temos equipa para mais”

Carlos Sequeira anunciou recentemente a sua candidatura à presidência da Câmara de Alenquer em representação do CHEGA. Sequeira é empresário, vive no Carregado há 22 anos e é o mais recente convidado no ciclo de entrevistas do Museu do Vinho. Veja aqui a entrevista.

COMPARTILHAR