Autarquia de Alenquer assegura ensino à distância disponibilizando 125 portáteis e 48 tablets

A Autarquia de Alenquer vai disponibilizar cerca de 125 computadores portáteis e mais 48 tablets para assegurar a possibilidade das escolas do concelho ministrarem ensino através da internet.

A Autarquia de Alenquer vai disponibilizar cerca de 125 computadores portáteis e mais 48 tablets para assegurar a possibilidade das escolas do concelho ministrarem ensino através da internet. Recorde-se que esta prática já tinha sido levada a cabo no primeiro encerramento dos estabelecimentos de ensino devido à pandemia da Covid-19 em Abril do ano passado.

Desta forma, o município de Alenquer vai emprestar computadores e ligações à Internet a alunos que não dispõem destes equipamentos em casa. Em abril de 2020 a autarquia adquiriu 125 computadores portáteis e mais de 50 ligações à Internet, a que se juntam mais 48 tablets que equipam as “Salas de Aula do Futuro”.

Também os Agrupamentos Escolares do concelho vão ceder equipamentos informáticos a alunos em situação de infoexclusão, de acordo com a sua capacidade e disponibilidade.
O Município e Agrupamentos de Escolas levaram a cabo na última semana um levantamento das necessidades das famílias, estando nesta fase a concluir-se a análise dos dados recolhidos para posterior entrega de equipamentos aos alunos.

Os responsáveis pela autarquia estão, no entanto, conscientes que não será possível dar resposta a todos os pedidos. De referir que no ano passado o Ministério da Educação apresentou um Plano de Ação para a Transição Digital das escolas. Este plano previa, entre outras medidas, a disponibilização de um computador portátil a todos os alunos do ensino básico e secundário.


Presidente da Câmara do Cartaxo conta como viveu os dias em que esteve infetado pela Covid-19

Pedro Ribeiro concedeu ao Fundamental Canal a sua primeira entrevista local depois de ter contraído a Covid-19. O Presidente da Câmara do Cartaxo conta-nos nesta conversa como viveu os dias de recolhimento obrigatório, e fala igualmente do “tema do momento” no Cartaxo: o aumento desmesurado do valor da fatura do gás natural.