Câmara de Azambuja investe 91 mil euros em cadeiras e secretárias para escolas do concelho

As escolas do Básico do Concelho de Azambuja iniciaram este segundo período do ano letivo com secretárias individuais. A autarquia investiu mais de 91 mil euros na aquisição de 1258 mesas novas e igual quantidade de cadeiras.

Todos os estabelecimentos do Ensino Básico do Concelho de Azambuja iniciaram este segundo período do ano letivo 2020/2021 com secretárias individuais. O Município de Azambuja investiu uma verba superior a 91 mil euros na aquisição de 1258 mesas novas e igual quantidade de cadeiras, destinadas a equipar as salas de aula que ainda não dispunham de secretárias individuais.

O material foi distribuído por cerca de 50 salas do 1º, do 2º e do 3º ciclos do ensino básico, de acordo com as necessidades de cada um dos agrupamentos. Luís de Sousa referiu ao Fundamental: “Esta medida vem ao encontro de vários objetivos, nomeadamente substituir algum material que já apresentava o desgaste próprio dos muitos anos de utilização, bem como proporcionar melhores condições de funcionalidade, conforto e concentração a cada criança e adolescente no seu espaço de aulas“.

O Presidente da Câmara de Azambuja acrescentou, e citamos: “Por outro lado, e no contexto da pandemia que continua a condicionar toda a sociedade, as secretárias individuais permitem cumprir um pouco melhor a recomendação do distanciamento físico entre os alunos, pelo menos dentro da sala de aula“.

No mesmo âmbito da educação e tal como o Fundamental já noticiou anteriormente, o executivo municipal aprovou um apoio financeiro às quatro Unidades de Ensino Estruturado/Multideficiência existentes nos Agrupamentos de Escolas do Concelho, num total de 20 mil euros destinados à aquisição de equipamentos e materiais a incorporar nestas unidades.

Recorde-se que, nos 3 agrupamentos escolares do município, está identificado um universo de 184 alunos com necessidades de saúde especiais, dos quais aproximadamente 3 dezenas são acompanhados com medidas adicionais de suporte de aprendizagem e inclusão.

As Unidades de Ensino Estruturado/Multideficiência existentes estão ao serviço de toda a comunidade educativa, dando um apoio muito direto às crianças e adolescentes que apresentem défices motores e sensoriais, descoordenação motora, atrasos na motricidade, défices de equilíbrio e a crianças portadoras de Transtorno do Espectro do Autismo.

Estes investimentos, num total superior a 111 mil euros, são mais uma demonstração da aposta do Município de Azambuja na Educação como uma área prioritária das políticas desenvolvidas pela autarquia“, assegurou igualmente Luís de Sousa.