Ministério Público abre inquérito crime à matança da Torre Bela – Recorde aqui imagens do massacre

A Procuradoria Geral da República confirmou hoje a abertura de um inquérito à "montaria" que ocorreu na Quinta da Torre Bela e da qual resultou a chacina de 540 animais de grande porte.

A Procuradoria Geral da República confirmou hoje a abertura de um inquérito à “montaria” que ocorreu na Quinta da Torre Bela e da qual resultou a chacina de 540 animais de grande porte. O processo está já a decorrer no Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa Norte.

O Ministério do Ambiente e o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas já tinham apresentado queixa ao Ministério Público tendo por base os fortíssimos indícios da existência de um crime contra a preservação da fauna ocorrido durante esta “montaria” que teve lugar ao longo dos dias 17 e 18 de Dezembro, e que o Fundamental noticiou em primeira mão no domingo, dia 20 de Dezembro, 24 horas antes de qualquer outro órgão de comunicação social.

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas suspendeu entretanto a licença de zona de caça turística que estava atribuída à Quinta da Torre Bela e o Ministério do Ambiente pondera agora levar a cabo alterações à legislação que tutela esta área. Já a federação Portuguesa de Caça repudiou o abate dos animais, tendo havido largas dezenas de caçadores a manifestarem-se contra a matança destes 540 animais, entre Javalis, Gamos e Veados.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR