Covid-19: autoridades finalmente contactaram família de Aveiras após notícia do Fundamental

Carla Duarte já foi contactada pelas autoridades de saúde, o que aconteceu poucas horas após a publicação da notícia através do Fundamental. A nossa reportagem teve um número de visualizações superior a 9 mil e acabou por contribuir para a resolução parcial do esquecimento a que esta família de Aveiras de Cima estava exposta.

Recordemos aqui alguns dos aspetos fundamentais do relato impressionante de Carla Duarte e de uma família de Aveiras de Cima que nas últimas semanas viu a sua vida virada do avesso devido à Covid-19. Tal como a mãe, de 73 anos, Carla está infetada com o coronavírus. Ambas são pessoas de risco porque padecem de outras doenças que podem potenciar os malefícios do coronavírus. Nas últimas horas foram contactadas pelas autoridades de saúde, o que nunca aconteceu ao longo das quase duas semanas em que estiveram isoladas.

Estou desesperada com toda esta situação e resolvi pedir ajuda para ver se alguém nos vale“, desabafou Carla quando falou com a nossa reportagem do final desta sexta-feira. A mãe, dona Maria dos Remédios, fez o teste no dia 9 de Outubro, uma sexta-feira. Só na segunda-feira seguinte soube que tinha testado positivo. Carla fez o teste na terça-feira seguinte e também acusou positivo. Desde então estão isoladas em casa mas até à manhã deste sábado nunca foram contactadas por qualquer médico ou responsável da área da saúde.

Enquanto nos contou a sua história Carla Duarte apresentou sempre claras dificuldades para respirar. Carla Duarte assegura que ao longo destas duas intermináveis semanas tem valido a solidariedade dos vizinhos, incansáveis na ajuda a esta família. A Carla é mãe de duas meninas gémeas que frequentam a escola de Aveiras de Cima e que também foram testadas nos últimos dias. Acusaram negativo.

Na próxima segunda-feira está previsto que ambas regressem à escola. Carla Duarte afirma não estar ainda totalmente descansada até porque recebeu “alta” na manhã de hoje através de um telefonema, sem que tenha feito um segundo teste que confirme estar livre da infeção pela Covid-19. Carla afirma ter receios e assegura que vai evitar circular, ficando desta forma com a vida condicionada, quanto mais não seja pelo receio.

Hoje de manhã fui contactada pelo médico e ele teve conhecimento de todas as dificuldades por que passei e tive alta, pelo que já posso circular junto de todas as outras pessoas“, refere Carla, que acrescenta: “Mostrei o meu receio por poder infetar os outros, mas o médico tranquilizou-me dizendo que já não transporto carga viral para contagiar outras pessoas“.
Carla acrescentou: “Obrigada ao Jornal Fundamental; esta denúncia foi para que ninguém mais tenha que passar por esta situação sem acompanhamento médico“. Ainda assim as últimas horas já significaram um passo em frente comparativamente com o esquecimento a que esta família foi exposta nas últimas semanas.

 

COMPARTILHAR