Município de Alenquer reuniu com moradores da Passinha por causa da zona industrial

O executivo da autarquia de Alenquer reuniu com os moradores da Passinha. Esta comunidade tem demonstrado preocupação pelo impacto causado pela zona industrial envolvente à Passinha. Pedro Folgado apresentou medidas destinadas a minimizar o efeito destes impactos da indústria nas povoações envolventes à zona Industrial.

O executivo da autarquia de Alenquer levou a cabo uma reunião com os moradores da localidade da Passinha. Esta comunidade tem demonstrado preocupação pelo impacto causado pela zona industrial envolvente à Passinha. Pedro Folgado apresentou medidas destinadas a minimizar o efeito destes impactos da indústria nas povoações envolventes à zona Industrial.

A Câmara Municipal de Alenquer esteve representada pelo presidente do município, Pedro Folgado; pelo vice-presidente, Rui Costa; pela vereadora do Urbanismo, Dora Pereira; e pelo adjunto do Presidente, Tiago Pedro. Os governantes receberam na passada sexta-feira os representantes dos moradores da Passinha.

Refira-se que a construção do armazém de logística da empresa Santos e Vale motivou a contestação de alguns moradores do Passinha, que estiveram representados nesta reunião por Maria Nuno e pela advogada Liliana Medeiros. Estiveram ainda presentes a título individual António Carvalho, de Casais Novos; e Jorge Conceição, de Obras Novas.

Na reunião, agendada por iniciativa do município, foram apresentadas as propostas dos Planos de Zonamento Industrial e dos Corredores Viários da zona industrial do eixo Carregado-Alenquer, previstos no futuro Plano Diretor Municipal. Pedro Folgado explicou que, e citamos, “tem sido intensa a procura das empresas para se estabelecerem no local, tendo sido preocupação deste executivo assegurar que esse crescimento se processa de uma forma ordenada e acompanhada de acessibilidades e de outras medidas passíveis de diminuir o impacte nas zonas urbanas envolventes“.

Em relação ao licenciamento do armazém logístico que tem sido alvo da contestação popular na Passinha, foi referido que em 2016 foi feito um pedido de informação prévia para construção de Fração A – Armazém de Distribuição e Fração B – Armazém de produtos secos, totalizando uma área de implantação de 15.000 m2 e uma área de construção de 15.800 m2, uma volumetria de 180.000 m3 e uma cércea de 12 metros.


Paulo Franco em entrevista: “O comércio de Alenquer sente que tem a Câmara a seu lado”

Paulo Franco é o mais recente convidado de Nuno Cláudio para a grande entrevista no Fundamental Canal. O vereador integra o Executivo Municipal de Alenquer e foi desafiado para falar do Projeto Benkovav, assim como das atividades desenvolvidas no âmbito dos pelouros que tutela.