Alenquer celebra o vinho e a vinha em Setembro – Iniciativa substitui Alma do Vinho

A Câmara de Alenquer promove um mês de Setembro com a iniciativa “Alenquer, Terra da Vinha e do Vinho”. Desta forma o município procura compensar a ausência do evento "Alma do Vinho" que este ano fica suspenso devido às restrições provocadas pela pandemia de Covid-19

A Câmara de Alenquer promove um mês de Setembro com a iniciativa “Alenquer, Terra da Vinha e do Vinho”, repleto de actividades em torno da temática vitivinícola. Desta forma o município procura compensar a ausência do evento “Alma do Vinho” que este ano fica suspenso devido às restrições provocadas pela pandemia de Covid-19.

As restrições levam a que pela primeira vez não seja realizado o Festival Alma do Vinho, que em apenas três edições se afirmou como o maior festival de vinhos da Região de Lisboa, como relembra Pedro Folgado. “As verbas destinadas à sua realização foram atribuídas a medidas de apoio social e económico, como forma de minimizar os efeitos do Covid-19 junto das populações e do tecido empresarial local”, refere ainda o presidente da Câmara de Alenquer.

Já o vereador Rui Costa resume o espírito desta iniciativa: “Trata-se de uma celebração do território, das suas gentes, da sua arte e da sua cultura, com Mercado de Vinhos e animação musical, provas comentadas, jantares vínicos, visita a Quintas, passeio pedestre e de BTT e tertúlias, entre muitas outras propostas“, acrescentou o vereador responsável pela Cultura e Turismo.

Todas as actividades vão decorrer sob as medidas de segurança aconselhadas pela DGS, com inscrições limitadas e na maioria dos casos mediante inscrição prévia. “É um programa diversificado, rico, inovador em diversas propostas, socialmente inclusivo e provavelmente o que a nível nacional, de índole municipal, concentra mais actividades num espaço de tempo tão curto, tornando-o apetecível e muito procurado”, afirma ainda Rui Costa.

O programa desta iniciativa procura também colocar em evidência outros sectores de actividade como o turismo, o desporto de aventura e natureza, a sua gastronomia e a sua cultura. “Toda a programação, do vinho à gastronomia, da música à arte nas suas mais variadas expressões, da componente de lazer e desportiva, se preocuparem em envolver e apoiar economicamente os agentes locais, mantendo o foco no apoio à nossa população e aos nossos empreendedores”, reforça Rui Costa.

O vereador acrescenta que, e citamos, “É um programa de todos e para todos, que oferece um enorme conjunto de propostas gratuitas, na senda daquilo que vem sendo preconizado há anos como o lado mais social do nosso município, uma autarquia familiarmente e socialmente responsável”, conclui o vereador. O evento celebra-se entre os dias 4 e 27 de Setembro.