Última hora: Silvino Lúcio oficialmente candidato à Câmara de Azambuja

Agora já é oficial: Silvino Lúcio será o candidato do Partido Socialista à presidência da Câmara de Azambuja nas eleições que irão ter lugar em Outubro no ano que vem. Silvino Lúcio foi escolhido pela Comissão Política do PS com 25 votos a favor, correspondentes à totalidade desta estrutura concelhia.

Agora já é oficial: Silvino Lúcio será o candidato do Partido Socialista à presidência da Câmara de Azambuja nas eleições que irão ter lugar em Outubro no ano que vem. Lúcio sucede, desta forma, a Luís de Sousa como candidato socialista, sendo que o actual presidente ainda poderia concorrer a mais um mandato. Silvino Lúcio foi escolhido pela Comissão Política do PS com 25 votos a favor, correspondentes à totalidade desta estrutura concelhia.

A escolha de Silvino Lúcio por unanimidade teve lugar na reunião da Comissão Política que decorreu na noite desta terça-feira, último dia do mês de Junho. Desde há muito que Silvino alimentava o sonho de vir a ser candidato à presidência da autarquia de Azambuja, e a oportunidade acabou por se materializar no dia de hoje como, de resto, já seria aguardado.

Silvino vai concorrer ao sufrágio que se realizará em Outubro de 2021 e será acompanhado nesta corrida autárquica por Sílvia Vítor e António José Matos, actuais vereadores da equipa liderada por Luís de Sousa, a qual também é integrada pelo próprio Silvíno. O ainda vereador é natural e residente em Aveiras de Baixo, freguesia à qual já presidiu na já distante década de 90 do século passado.

Com a chegada de Joaquim Ramos, em 2001, Silvino ganhou protagonismo e passou a liderar a Comissão Política Concelhia do Partido Socialista. Foi decisivo nas vitórias de Ramos em 2001, 2005 e 2009, tendo sido a ponte de ligação entre o então presidente e a estrutura montada pelo PS em todo o concelho de Azambuja. Desde há muito que perseguia a oportunidade de vir a apresentar-se ao eleitorado como cabeça de lista pelo “seu” Partido Socialista.

A oportunidade chegou e em 2021 Lúcio vai finalmente realizar esse desejo. Se o povo assim o desejar, tornar-se-á o sexto presidente socialista a liderar o executivo camarário de Azambuja, depois de Amadeu Bastos Lima, João Benavente, Carlos Alberto Oliveira, Joaquim Ramos e Luís de Sousa. Recorde-se que Sousa ainda poderia concorrer a mais um mandato, mas desde há muito que o actual presidente tinha afirmado que este seria o seu derradeiro mandato.

Sousa quer continuar na política concelhia, mas num registo menos exigente. Silvino avança para o palco de todas as emoções. Assim o povo queira que seja ele o próximo presidente da Câmara de Azambuja.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR