Ponte Rainha Dona Amélia continua encerrada: “está em causa a segurança das pessoas”

A Ponte Rainha Dona Amélia vai continuar encerrada. A autarquia do Cartaxo garante que "está em causa a segurança das pessoas que circulam nesta Ponte". Refere ainda que "a circulação será reaberta logo que a Infraestruturas de Portugal assegure ter condições de segurança para assim procedermos”.

A Ponte Rainha Dona Amélia vai continuar encerrada ao trânsito. A autarquia do Cartaxo garante que “está em causa a segurança das pessoas que circulam nesta Ponte”. Refere ainda que “a circulação será reaberta logo que a entidade que tutela a Ponte, a empresa Infraestruturas de Portugal, assegure ter condições de segurança para assim procedermos”.

Recorde-se que a ponte Rainha Dona Amélia está encerrada ao trânsito desde o passado dia 20 de Dezembro, o que se deveu ao aumento dos caudais do Tejo resultante da depressão ELSA, tendo as Câmaras do Cartaxo e de Salvaterra de Magos tomado a decisão de suspender, por razões de segurança, a circulação nesta estrutura.

Refira-se que ainda no mesmo dia ambas as autarquias decidiram levar a cabo, com carácter de urgência, os trabalhos de inspecção das condições de segurança da mencionada infraestrutura. Em conformidade com o Protocolo existente, compete à Câmara do Cartaxo proceder à monitorização da Ponte através do procedimento técnico de levantamento batimétrico e de inspecção subaquática aos pilares da mesma. Já à autarquia de Salvaterra de Magos cabe o levantamento topográfico do tabuleiro.

A autarquia cartaxeira acrescenta que a empresa especializada XAVISUB teve condições técnicas para proceder ao levantamento batimétrico dos pilares da Ponte, o que sucedeu no dia 27 de Dezembro, após a diminuição dos caudais e com a corrente do rio estabilizada. “Sublinhamos e reiteramos que o aumento dos caudais do rio Tejo e as fortes correntes verificadas impossibilitaram a realização, em segurança, destes trabalhos numa data anterior”, assegura Pedro Ribeiro, presidente da Câmara do Cartaxo.

Para a próxima segunda feira está prevista a a inspecção subaquática por uma equipa de mergulhadores. Esta acção será realizada se as condições dos caudais se mantiverem, assegura o autarca do Cartaxo. Já o relatório técnico, conjugando os dados do levantamento batimétrico e da inspecção subaquática aos pilares, será entregue à Câmara Municipal do Cartaxo na próxima quarta-feira, dia 8 de Janeiro.

Pedro Ribeiro assegura ainda que este relatório técnico será de imediato encaminhado para a empresa pública Infraestruturas de Portugal para emissão de parecer sobre as condições de segurança para a reabertura da circulação na Ponte Rainha D. Amélia.

Fonte da autarquia cartaxeira acrescenta: “Estamos plenamente conscientes da importância da utilização da Ponte para a nossa região e destacamos o trabalho desenvolvido nos últimos anos pelos autarcas do Cartaxo e de Salvaterra de Magos na reivindicação da urgência da necessária intervenção estrutural na ponte, quer no tabuleiro, quer nos pilares, por parte da Infraestruturas de Portugal, de acordo com protocolo celebrado pelas três entidades”.