Salvaterra: autarquia aprova orçamento de 12,6 milhões de euros para 2020

Hélder Esménio continua a apostar em gerir o município salvaterrense com rigor

A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos aprovou esta quarta-feira o Orçamento, Grandes Opções do Plano e Plano Plurianual de Investimentos para o ano 2020. O documento foi aprovado por maioria com os votos a favor dos eleitos do PS e um voto contra do BE. O orçamento apresenta um valor de 12,6 milhões de euros.

O Presidente da Câmara Municipal, Hélder Manuel Esménio, frisou, e citamos: “chegamos a um Orçamento semelhante aos valores de 2017, 2018 e 2019, evidenciando bem que com esta gestão o trabalho autárquico se faz em todos os anos de mandato e não é concentrado nos anos eleitorais”.

A autarquia fixou em 0.35 a taxa de IMI para 2020, quase 25% abaixo do limite legal, e uma derrama de taxação 0 para as micro e pequenas empresas e de 1% para as empresas com volume de negócios superior a 150.000 euros, uma redução de 33% em relação ao limite definido por lei.

“Mantém-se a preocupação de não gerar aumento significativo da dívida municipal, que seja insustentável”, assim como “continuar a primar por um prazo médio de pagamento aos empreiteiros e fornecedores que não chegue aos 30 dias”, acrescentou Hélder Esménio.

 

De acordo com o autarca, a Câmara Municipal pretende concretizar em 2020 a construção de vias pedonais (rede pluvial, passeios e estacionamentos) na EN 114-3 em Várzea Fresca (Foros de Salvaterra), cujo valor de investimento será de 440.000 euros. Será também concluída no próximo ano a pavimentação da Rua Pinhal dos Mouros, que se situa na zona industrial de Salvaterra de Magos, obra orçada em 340.000 euros.

Com a previsível aprovação da candidatura a fundos comunitários da Regeneração Urbana, a Câmara Municipal vai reabilitar a antiga Escola “O Século”, situada no centro histórico da sede de concelho, um edifício centenário cuja intervenção rondará os 550.000 euros. Igual cuidado recebe a antiga EB1 situada na Rua Armindo Jesus, em Muge, cujas obras de ampliação e requalificação em Escola de Música de Muge terá o seu termo em 2020.

Outro investimento vultuoso é a substituição de 4400 iluminárias de vapor de sódio na rede de iluminação pública pela aplicação de tecnologia LED, investimento que atingirá os 800.000 euros e cujo custo será amortizado em nove anos com verbas provenientes da poupança energética estimada, de acordo com fonte da autarquia.

Esménio garantiu ainda que no próximo ano será concluída a obra do Espaço Jackson (auditório, biblioteca, átrio de exposições e pátio de colectividades), bem como iniciada a remodelação integral dos balneários do Campo dos Carvalhos, também na Glória do Ribatejo, obra que será feita com verbas da Câmara Municipal, Junta de Freguesia e Instituto Português do Desporto e Juventude.

O Presidente da Câmara Municipal salientou também que “será elaborado o projecto técnico de requalificação da EB 1 e JI em Núcleo Escolar da Glória do Ribatejo, findo o qual será apresentada candidatura a apoio no âmbito do Portugal 2020”. Igual estratégia vai ser seguida para o projecto que está a ser desenvolvido para a construção de vias pedonais no troço da EN 367 compreendido entre a Rua Narciso Santos e a Estrada da Cerâmica em Marinhais, informou igualmente o edil.

Ainda de acordo com afirmações de Hélder Esménio, a autarquia vai continuar a ter equipas municipais em todas as freguesias, as quais vão realizando um conjunto de arranjos urbanísticos com construção de pluviais, assentamento de lancis, execução de passeios e de novos estacionamentos. “Tarefas importantes para a melhoria do dia-a-dia das populações”, reforçou Esménio.

O presidente afirmou também que o apoio concedido aos Bombeiros Voluntários de Salvaterra de Magos será novamente reforçado, quer com as mensalidades da nova ambulância adquirida, que a autarquia suporta na íntegra, quer com a atribuição dos montantes necessários para fazer face à constituição da Equipa de Intervenção Permanente (EIP), “fundamental para a melhoria do serviço que a Associação Humanitária presta às nossas populações”, remata Hélder Esménio.

A proposta de Orçamento, Grandes Opções do Plano e Plano Plurianual de Investimentos para 2020 vai agora ser submetida à Assembleia Municipal marcada para 26 de novembro.


COMPARTILHAR