Teve casa em Aveiras de Cima: morreu o cantor Roberto Leal

O cantor luso-brasileiro Roberto Leal morreu esta madrugada em São Paulo, vítima de cancro. Roberto Leal viveu em Aveiras de Cima, mais propriamente nos Casais das Amarelas, onde adquiriu uma vivenda e onde é bem recordado por toda a população local.

O cantor luso-brasileiro Roberto Leal morreu esta madrugada em São Paulo, vítima de cancro. Roberto Leal viveu em Aveiras de Cima, mais propriamente nos Casais das Amarelas, onde adquiriu uma vivenda e onde é bem recordado por toda a população local.

A notícia da morte do cantor foi confirmada pelo seu agente, José Antunes, depois de o ex-secretário de Estado das Comunidades e da Administração Local, José Cesário, ter anunciado a morte do artista de 67 anos na sua página de Facebook.

“Hoje acordamos com um enorme choque. O nosso amigo, grande Português no Brasil e no Mundo, António Joaquim Fernandes, o grande Roberto Leal, acabou de falecer. A tristeza é enorme! Portugal e o Brasil estão de luto”, escreveu José Cesário.

Conhecido tanto em Portugal como no Brasil pelo seu repertório entre o romântico e o popular, Roberto Leal lançou-se como cantor no início da década de 1970 depois de ter trabalhado alguns anos como sapateiro, vendedor de doces e feirante na cidade de São Paulo, onde se radicou com a família. O seu primeiro êxito, Arrebita, data de 1971. Ao longo dos 48 anos de carreira que se lhe seguiram, acumulou prémios e recordes de vendas: ganhou 30 discos de ouro, cinco de platina e dois de diamante; vendeu cerca de 17 milhões de discos.


VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR