Águas Alenquer não convencem com nova factura: “Cada vez pagamos mais”, dizem os alenquerenses

Os alenquerenses não estão convencidos das vantagens anunciadas pela concessionária das águas no contexto das novas facturas. De acordo com a empresa concessionária, "esta nova factura, para além do consumo de água, destaca o conjunto de serviços prestados ao cliente e ao meio ambiente pela Águas de Alenquer"

Os munícipes de Alenquer não estão convencidos das vantagens anunciadas pela concessionária das águas no contexto das novas facturas. Refira-se que a emissão destes novos documentos nas concessões de Alenquer e de Azambuja está de acordo com uma recomendação da Entidade Reguladora do Serviço de Águas e Resíduos (ERSAR). “Esta nova factura, para além do consumo de água, destaca o conjunto de serviços prestados ao cliente e ao meio ambiente pelas empresas Águas de Alenquer e Águas de Azambuja”

Muitos são os consumidores de Alenquer que não calam a sua revolta para com o serviço de fornecimento de águas ao domicílio. Na página Alenquer Água Justa, sediada na rede social Facebook, as queixas são às dezenas. Os alenquerenses parecem ter despertado de novo para a problemática da concessão, e tudo devido ao movimento iniciado pelo cidadão Alfredo Trinca, que teve o seu ponto alto na caminhada realizada a 29 de Junho.

Nesta página são muitas as queixas apresentadas. Alfredo Trinca comenta, a propósito do novo visual da factura da água: “A diferença entre a factura nova e a velha? Simples… Alguém ganhou muito dinheiro com a nova “roupa” da factura. Porquê? Simples… Aquilo que os alenquerenses pagam chega para tudo… Percebem melhor as contagens, as estimativas, os escalões? Eu não!”.

Outras queixas são apresentadas neste fórum social. “A factura da água é cara. A água muitas vezes é amarela e tem associado um mau serviço pós venda”, refere igualmente Alfredo Trinca. “Pelo menos esta nova “cara” (leia-se factura) torna mais evidente o quanto estamos a ser “roubados” em taxas”, acrescenta R. Pinho. Já António Matos, um dos percursores do movimento Alenquer Água Justa, remata: “Modernices… factura bonita, lucros de um milhão ao ano e não chega… Paga Zé! Basta! O Zé está cansado”.

Acrescente-se que entre as várias novidades apresentadas pela nova factura a empresa Águas de Alenquer destaca a considerada apresentação simplificada dos valores totais dos serviços, e ainda a introdução dos valores médios de consumo diário, dos novos históricos de leituras, de gráficos alusivos aos consumos e também a apresentação da explicação detalhada e simplificada dos consumos e informação da qualidade dos serviços facturados.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR