Carregado: câmara já tem autorização do Tribunal de Contas para comprar campo de futebol

O Tribunal de Contas já emitiu visto favorável à compra por parte da Câmara de Alenquer do terreno onde desde há mais de meio século está instalado o campo de futebol Lacerda Pinto Barreiros, a "casa" da Associação Desportiva do Carregado.

O Tribunal de Contas (TC) já emitiu visto favorável à compra por parte da Câmara de Alenquer do terreno onde desde há mais de meio século está instalado o campo de futebol Lacerda Pinto Barreiros, a “casa” da Associação Desportiva do Carregado. A partir de agora está ao alcance da autarquia colocar um ponto (quase) final nas incertezas que assolam a vida da ADC desde há vários anos.

A hipótese de despejo está assim colocada de parte desde que a autarquia adquira o terreno, que ao Tribunal de Contas foi declarado como terreno destinado a zona verde. O custo do mesmo andará por volta de um milhão de euros. A seguir a Câmara de Alenquer terá um prazo definido para transformar o espaço numa zona verde para os carregadenses. Mas, nesse caso, o que acontecerá ao complexo desportivo do Carregado?

De acordo com a posição pública dos actuais responsáveis pela Associação Desportiva, aquele espaço é exíguo e claramente insuficiente tendo em conta toda a dinâmica da actividade desportiva assegurada por esta colectividade. A prova é que para a próxima época a ADC estabeleceu um protocolo com a União Desporto e Recreio de Vila Nova da Rainha, e será neste campo que juniores e seniores do Carregado irão treinar. Outros escalões poderão utilizar igualmente o chamado Campo dos Arneiros.

Ora, o que o Carregado pretende é ter um novo complexo desportivo que permita ao clube crescer e expandir as suas actividades sem necessitar de andar a pedir emprestada casa alheia. Colocam-se em cima da mesa várias hipóteses de terrenos no Carregado, alguns mais adequados que outros, mas a autarquia terá de conduzir o processo e mostrar iniciativa para resolver esta questão.

Em suma, a primeira fase deste processo poderá estar a caminho de ficar resolvida, o que acontecerá aquando da aquisição do campo Lacerda Pinto Barreiros pela Câmara de Alenquer, para a qual já existe autorização do TC. A seguir virá a segunda fase: autarquia e colectividade chegarem a um entendimento quanto à localização do futuro parque desportivo da Associação Desportiva. E depois concretizar todo o projecto, desde a aquisição do terreno (se ainda não for propriedade da autarquia) até à construção do dito complexo desportivo.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR