Torres Vedras recebeu encontro sobre o poder da colaboração

O ciclo ”O Poder da Colaboração” passou por Torres Vedras, com um encontro que decorreu a 22 de maio no Auditório do Edifício dos Paços do Concelho. Este ciclo insere-se no Ano Nacional da Colaboração, uma iniciativa à qual o Município de Torres Vedras aderiu.

O ciclo ”O Poder da Colaboração” passou por Torres Vedras, com um encontro que decorreu a 22 de maio no Auditório do Edifício dos Paços do Concelho. Este ciclo promovido pelo Fórum para a Governação Integrada – GovInt insere-se no Ano Nacional da Colaboração, uma iniciativa à qual o Município de Torres Vedras aderiu.

Fomentar o verdadeiro sentido da colaboração e criar uma atmosfera empreendedora, inovadora e colaborativa foram os objectivos deste encontro, cuja sessão de abertura contou com a intervenção da vereadora da Educação da Câmara Municipal de Torres Vedras, Laura Rodrigues.

No evento foram apresentados vários projectos alicerçados na ideia do trabalho em rede e na parceria, designadamente o projecto “Todos Somos Um”, que resulta de uma parceria entre a Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras, o Centro Social e Paroquial de Torres Vedras, a Fundação Lar de São Francisco e o Lar de São José; o Plano Intermunicipal para Integração de Migrantes, desenvolvido pelos municípios de Torres Vedras, Óbidos e Lourinhã; e o “Programa de Sustentabilidade na Alimentação Escolar – PSAE” e o projecto “Moinhos – Formar para Inovar”, implementados pelo Município de Torres Vedras.

Ao longo da sessão foram ainda realizadas dinâmicas de grupo que promoveram a partilha de experiências entre os 40 participantes presentes. Coube à vereadora do Desenvolvimento Social da Câmara Municipal de Torres Vedras, Ana Umbelino, encerrar este encontro que divulgou boas práticas colaborativas.

“Colaborar faz toda a diferença” é o mote do Ano Nacional da Colaboração que tem como objectivo mobilizar e inspirar a sociedade portuguesa para a relevância estratégica da colaboração, quer como forma de resolução de problemas, quer de optimização dos recursos disponíveis.

Refira-se que esta é uma iniciativa patrocinada pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e com o Alto Patrocínio do Presidente da República.