Azambuja: legionella derrotada permite reabertura das piscinas

Azambuja vai reabrir as piscinas municipais no dia 31 de Outubro. Recorde-se que a autarquia tomou a decisão de encerrar a infraestrutura no passado dia 9 deste mês na sequência da detecção de Legionella em alguns chuveiros de balneários com baixo volume de utilização.

Legionella derrotada e erradicada: o Município de Azambuja garante que o Complexo de Piscinas que serve o concelho vai reabrir, em pleno funcionamento, no dia 31 de Outubro. Recorde-se que a autarquia tomou a decisão de encerrar a infraestrutura no passado dia 9 deste mês na sequência da detecção da presença da bactéria Legionella em alguns chuveiros de balneários com baixo volume de utilização.

“Apesar do problema ter sido identificado de forma circunscrita, mas visto tratar-se de uma situação delicada de potencial risco para a saúde pública, o município optou pela medida mais grave, fechando o complexo à utilização do público”, recorda a mesma fonte da autarquia.

Decorrente do alerta lançado aos utilizadores nos quinze dias anteriores ao encerramento, o Município de Azambuja garante: “felizmente não foi identificada nenhuma pessoa com sintomas que pudessem ser associados à doença dos legionários, o que constitui, efectivamente, a melhor notícia a divulgar”.

Ainda de acordo com os responsáveis pela Câmara de Azambuja, neste momento estão reunidas as condições para anunciar a reabertura de todo o complexo no próximo dia 31 de Outubro. Esta decisão é assumida em função dos resultados negativos da existência de Legionella revelados pelas últimas análises realizadas aos diversos sistemas do equipamento.

A autarquia reafirma que sempre seguiu as indicações do manual de boas práticas “Prevenção da doença dos legionários em balneários”, promovendo de imediato, com recurso a uma empresa da especialidade, as operações de desinfecção térmica e química exigidas pela situação.

“Não hesitámos em realizar igualmente essa desinfecção preventiva nas instalações do pavilhão e estádio municipais, bem como nas escolas com balneários e torres de arrefecimento de sistemas de ar condicionado”, acrescenta fonte da autarquia.

De acordo com a mesma fonte municipal, a reabertura só ocorrerá a 31 de Outubro aproveitando a autarquia estes dias para se proceder à reparação de uma das caleiras da piscina, cujos trabalhos mais o reenchimento da dita caleira e a afinação da água à temperatura regulamentar necessitam deste período.