Greenrest: é hora de aproveitar a vida

A residência sénior Greenrest começou por ser uma instituição de cariz familiar, e ainda hoje funciona com esse espírito. Situada em Cabanas de Chão, com o imponente Montejunto como pano de fundo, a Greenrest mantém por opção uma dimensão controlada.

Carolina Ferreira demonstra todo o carinho que a Greenrest coloca no cuidado aos seus idosos

A residência sénior Greenrest começou por ser uma instituição de cariz familiar, e ainda hoje funciona com esse espírito. Situada em Cabanas de Chão, com o imponente Montejunto como pano de fundo, a Greenrest mantém por opção uma dimensão controlada. “Assim é mais fácil garantir a proximidade com os idosos, dar-lhes carinho e estarmos sempre próximos deles”, explica Carolina Ferreira, proprietária e gerente da residência sénior, que acrescenta: “na Greenrest fazemos questão de saber o nome de todos os nossos idosos, e de manter com todos uma relação de muita proximidade; aqui eles fazem a vida que querem, porque horários e obrigações já tiveram durante boa parte das suas vidas. Se quiserem tomar o pequeno almoço na cama e dormir até lhes apetecer, podem faze-lo”. Ou seja, as regras duras e rígidas da vida moderna não têm entrada na Greenrest. Nesta instituição de Cabanas do Chão praticam-se mensalidades de valores distintos, dependendo da tipologia dos quartos, mas a liberdade do utente é total. A Greenrest garante igualmente alimentação, serviço de médico e de enfermagem, fisioterapia, tratamento de roupa e cuidados personalizados de acordo com as necessidades específicas de cada utente. “Aos lares está associado um tratamento com mais regras e desprovido de algum humanismo; as pessoas, por serem idosas, por vezes são tratadas como descartáveis”, acrescenta Carolina Ferreira, frisando bem a diferença para o espírito da Greenrest. “Na Greenrest não é de todo aquilo que se passa; aqui somos uma espécie de hotel sénior, onde as pessoas são consideradas com total respeito, e onde têm liberdade de escolha e de movimentos”.

COMPARTILHAR