Henriques faz queixa de Pedro Afonso e do PSD de Alenquer aos órgãos nacionais do partido

Em Alenquer há conflito entre o vereador do PSD e a Comissão Política Concelhia recentemente eleita. Este organismo local do PSD retirou a confiança política a Nuno Henriques, e agora o vereador fez queixa da secção de Alenquer à estrutura nacional do partido.

As guerras por este dia estão para durar. Também em Alenquer há conflito entre o vereador do PSD que resultou das últimas autárquicas e a Comissão Política Concelhia recentemente eleita e liderada por Pedro Afonso. Este organismo local do PSD retirou a confiança política a Nuno Henriques, e agora o vereador anuncia que fez queixa da secção de Alenquer à estrutura nacional do partido.

“Efetuou-se uma queixa e participação oficial nos órgãos próprios do partido, que muito nos custou apresentar, para a anulação e retratação pública e notória do bom-nome do partido, que foi posto em causa, e do eleito, havendo claramente a intenção premeditada de causar dolo e prejudicar não só a reputação política, como profissional e até a sua honra”, afirma Nuno Miguel Henriques, garantindo ser este parte do excerto da queixa que apresentou ao PSD nacional.

O vereador comunicou esta posição através de um extenso (extensíssimo será a palavra certa para o caracterizar) comunicado publicado na sua página oficial na rede social Facebook. Nesse imenso “mar de palavras” Nuno Henriques recorda toda a história desta sua aventura por terras de Alenquer, desde os primórdios até ao momento em que a Comissão Política Concelhia de Alenquer liderada por Pedro Afonso lhe retirou a confiança política no seguimento da contratação de uma assessora avençada.

Já Pedro Afonso reagiu a esta posição de Nuno Henriques: “Para mim e em primeiro lugar está o Concelho de Alenquer e os respetivos interesses das pessoas que cá vivem, pelo que todas as tomadas de decisão foram e são conscientes e refletem essa primordial preocupação”. O Presidente da Concelhia do PSD de Alenquer afirma mesmo que os interesses do município estão acima do próprio partido, na sua perspetiva.

Agora Nuno Miguel Henriques quer correr com a atual Comissão Política do PSD de Alenquer. “Aplicando-se o regulamento de disciplina interno pedi sanções imediatas, com base em todas as declarações públicas e no comunicado publicado”, afirma. “Tudo o que foi dito por Pedro Afonso revela a culpabilidade e a falta de noção do militante em relação à responsabilidade e estatutos do partido e quem deve o quê”, reforça Henriques.

O vereador assegura igualmente que até ao momento não teve conhecimento de nenhuma comunicação oficial, e citamos, “sobre a falada retirada da confiança política”. “O conhecimento veio apenas e tão só por jornalistas de âmbito nacional, regional e local junto do lesado, demonstrando uma vez mais o interesse e pretensão na sua difusão do ainda militante da atual Comissão Política Local”, acrescenta, referindo-se naturalmente a Pedro Afonso.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR