Carregado: camiões parqueados na Barrada roubam qualidade de vida aos moradores da urbanização

Alguns moradores da Barrada no Carregado continuam a ver a sua qualidade de vida adiada devido à persistência dos condutores de pesados em parquearem os seus camiões nas estreitas ruas desta urbanização.

Alguns moradores da Barrada no Carregado continuam a ver a sua qualidade de vida adiada devido à persistência dos condutores de pesados em parquearem os seus camiões nas estreitas ruas desta urbanização. A autarquia investiu mais de um milhão de euros num parque alternativo, mas ainda há condutores que teimam em trazer os pesados para dentro da zona urbana, perante a inoperância da autoridade policial.

A fotografia que apresentamos foi registada por um dos muitos moradores queixosos que habitam no lote 115 da Praceta dos Navegadores. Este prédio está construído junto à Estrada da Meirinha, a poucos metros do antigo parque de pesados que desde o ano passado está inativo, logo após a Câmara de Alenquer ter disponibilizado o parque alternativo situado no IC2 à saída do Carregado em direção a Alenquer.

Os moradores fazem chegar à nossa redação de forma contínua e permanente muitas queixas sobre esta situação: “Para além da segurança rodoviária, o problema maior neste momento prende-se com o ruído e o direito ao descanso, pois na sua maioria estes veículos saem durante a madrugada e antes de iniciarem a marcha chegam a estar 30 minutos a trabalhar para “aquecer o motor”, e outros são veículos com câmara frigorifica que nunca param de trabalhar toda a noite“, afirmam.

Realce pela negativa para o facto de a escassos metros destes camiões que aqui apresentamos na fotografia existir um rés do chão que faz parte do lote 115 já citado nesta reportagem. “As pessoas que aqui moram pura e simplesmente não conseguem usufruir do seu devido descanso pois isso acontece todos os dias, todas as madrugadas“.

Aos moradores faz então alguma confusão que as autoridades não coloquem um ponto final nesta situação, acautelando a merecida qualidade de vida das pessoas. “Se as autoridades não conseguem resolver o problema, pelo menos que o município coloque nestes locais as barreiras em cimento como fez escassos metros mais à frente para impedir o estacionamento e dar descanso aos moradores“, reivindicam.

Estes munícipes temem igualmente que esta situação resvale para a violência: “Mais dia menos vai acabar em desgraça, uma vez que por diversas vezes já houve confrontos entre os moradores e os camionistas“. Estas pessoas ainda acrescentam em uníssono: “Qual foi o objetivo da criação do Parque TIR à saída do Carregado? Terá sido o colocar de um ponto final neste abuso e garantir a qualidade de vida para os moradores? Então se assim foi o que esperam para resolver o assunto?“.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR