Alhandra capital do Triatlo no mês de Outubro

Alhandra receberá já no fim de semana de 10 e 11 de outubro três competições internacionais muito significativas para o Triatlo. Estas provas resultam de uma parceria estabelecida entre a Federação de Triatlo de Portugal, a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e o Alhandra Sporting Clube.

O fim de semana dedicado à modalidade inicia pela Taça do Mundo de Triatlo, a 10 de outubro, uma competição de distância sprint que integra atletas de alto nível e que ocorre pela terceira vez no nosso país.

A prova conta com cerca de 61 atletas de sete categorias (mais 18 atletas guias da categoria PTVI) pertencentes a 19 nacionalidades além de Portugal (como Espanha ou França, mas também Finlândia, Brasil, Japão, entre outras).

Estará presente o paratrietla nacional Filipe Marques, na categoria PTS5, do qual é esperado uma boa classificação, dado os resultados anteriormente demonstrados, nomeadamente o 5º lugar na Taça do Mundo do Funchal em 2018 e 2019 e o 6º no Campeonato do Mundo de Paratriatlo em Yokohama em 2019.

Ao mesmo tempo Portugal recebe pela segunda vez o Campeonato do Mediterrâneo de Triatlo. Esta prova realiza-se este ano em Portugal na vila de Alhandra, a 10 de outubro, recebendo cerca de 30 atletas femininas de países como Tunísia, Bélgica, Suécia e Alemanha e 50 atletas masculinos que, além do nosso país, nos chegam de Marrocos, Taiti, Brasil, Bélgica, Alemanha, Tunísia, Africa do Sul, Espanha França, num total de cerca de 15 nações. Este número pode ainda aumentar até ao dia da competição.

Estarão presentes alguns dos melhores triatletas nacionais que disputarão esta prova lutando pelo lugar mais alto do pódio. Refira-se que a Federação do Mediterrâneo de Triatlo foi criada em 2008 na Grécia, com o objetivo de reunir os países banhados pelo mediterrâneo para se apoiarem no crescimento e desenvolvimento da modalidade.

O Campeonato do Mediterrâneo está aberto a países que integram a Federação do Mediterrâneo da qual Portugal faz parte devido à sua proximidade geográfica. Acrescente-se que esta prova permite a participação de atletas de outros países fora do Mediterrâneo, cuja classificação conta para o Prize Money, mas não para a classificação do Campeonato.

O primeiro Campeonato do Mediterrâneo realizou-se em 2015 na Grécia. Seguiu-se uma competição em Itália e outra edição em Espanha em 2018. Já no ano seguinte a prova realizou-se em Portugal, em Sines, tendo Alhandra sido o local eleito para receber a prova que irá decidir os Campeões do Mediterrâneo 2020.


“5300 alenquerenses querem reversão do serviço da água” – Carlos Ferreira em entrevista no F-Canal

Carlos Ferreira é um dos grandes dinamizadores do Movimento Alenquer Água Justa a par de Alfredo Trinca e de António Matos. Um ano depois da fundação do Alenquer Água Justa, Carlos regressa ao nosso estúdio para fazer um balanço destes derradeiros meses.

COMPARTILHAR