Concelho de Azambuja com 50 casos de covid – “Situação extremamente preocupante” diz Inês Louro

O Concelho de Azambuja alcançou hoje a barreira dos 50 casos de covid-19, sendo Azambuja a Freguesia mais sacrificada com 42 casos activos. Inês Louro fala de uma situação extremamente preocupante.

Azambuja, 07/05/2020 - Trabalhadores da plataforma logítica de Azambuja, trabalhadores dos armazéns e fábricas que chegam também de comboio no apeadeiro Espadanal de Azambuja e paragens de autocarros junto à EN3. Trabalhadores e das operações das unidades de logística, transporte e de abate, depois de terem surgido vários casos de infeção na unidade da Avipronto. (Leonardo Negrão / Global Imagens)

O Concelho de Azambuja alcançou hoje a barreira dos 50 casos de covid-19, sendo a Freguesia sede do município a mais sacrificada apresentando hoje números que chegam aos 42 casos activos. Há 6 casos de coronavírus em Aveiras de Cima e dois casos de infecção por esta doença espalhados pelas restantes freguesias.

O foco maior está na Freguesia de Azambuja. De resto, a Zona Industrial localizada no eixo Azambuja – Vila Nova da Rainha não deixa de ser “figura de cartaz” nos principais telejornais das televisões portuguesas. Depois dos mais de 130 casos detectados na Avipronto, é agora a vez da Sonae concentrar em si todas as preocupações relacionadas com o coronavírus.

Inês Louro tem-se desdobrado em entrevistas aos principais órgãos de comunicação acerca deste assunto. A autarca revela-se extremamente preocupada com o estado a que chegou Azambuja. “É uma situação que está relacionada com o surto na logística e é extremamente preocupante tudo o que está a acontecer”, revela Inês Louro já hoje, na habitual comunicação aos munícipes através da página oficial da Junta de Freguesia.

A Presidente da Junta de Azambuja acrescenta igualmente que, na sua opinião, a tendência dos números relacionados com casos de infecção em Azambuja não é para decrescer. “Bem pelo contrário”, assegura. A Junta de Freguesia vai colocar mais dispensadores de álcool gel nas entradas de alguns estabelecimentos comerciais, com a devida autorização dos lojistas em causa.

Ainda de acordo com Inês Louro, a Junta de Freguesia de Azambuja vai continuar a apoiar as famílias mais carenciadas com bens de primeira necessidade, sendo que nestes bens estão incluídas as necessárias máscaras de protecção em tempo de pandemia. A autarca revelou igualmente que a Junta de Freguesia tem na sua posse cerca de 250 máscaras para acudir às necessidades de famílias mais carenciadas, que por quebra de rendimento não as possam adquirir.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR