Futebol: temporada dos clássicos promete entusiasmar região de Alenquer

A próxima temporada futebolística afigura-se com um cenário que há muitos anos não era visto na região de Alenquer. Carregado, Ota e Alenquer e Benfica tudo indica que irão disputar o mesmo campeonato.

A próxima temporada futebolística afigura-se com um cenário que há muitos anos não era visto na região de Alenquer. Carregado, Ota e Alenquer e Benfica tudo indica que irão disputar o mesmo campeonato. Se a este trio de equipas juntarmos o vizinho Juventude da Castanheira, teremos o cenário perfeito para uma animada temporada de clássicos futebolísticos.

A estes três emblemas ainda poderá juntar-se pelo menos mais uma equipa da região, concretamente do concelho de Azambuja, o que virá enriquecer a prova e potenciar o interesse no distrital da primeira divisão de Lisboa. E se Futebol Clube de Ota já é um histórico da região e uma presença assídua no que ao futebol sénior diz respeito, já o Alenquer e Benfica caminhará para a sua segunda temporada após o recuperar do escalão maior futebolístico. O Carregado regressa ao convívio com estas equipas, depois de largos anos a disputar patamares superiores.

A sul do Tejo o distrital de Santarém poderá regressar ao modelo de campeonato com série única no que à divisão secundária diz respeito. Benavente, Marinhais, Salvaterrense e Pontével (este emblema a norte do Tejo) estarão na linha da frente no tocante a proporcionar jogos de grande interesse entre vizinhos. Forense ainda luta pela subida ao escalão principal, o que proporcionaria à equipa das redondezas de Salvaterra o reencontrar de adversários como Samora Correia e Glória do Ribatejo. Ou mesmo Cartaxo, a norte do Tejo mas no mesmo distrito.

De realçar a existência de alguns clubes históricos da região, neste momento sem actividade quanto ao futebol sénior mas que, a qualquer momento, poderão ressuscitar esta modalidade ao nivel do escalão maior. Cheganças e Atalaia, em Alenquer; Recreio de Vila Nova, Grupo Desportivo de Azambuja e Aveiras, no concelho de Azambuja; e AREPA, Vale da Pedra ou mesmo Estrela Ouriquense no Cartaxo são clubes que nas últimas 3 ou 4 décadas deram cartas. Nunca se sabe quando é que a paixão renasce para estes emblemas…

 

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR