Azambuja em Lagoa no Algarve para divulgar projectos educativos da autarquia

Município de Azambuja vai divulgar projectos no VIII Congresso Nacional da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras. De 15 a 18 de maio, no Centro de Congressos do Arade em Lagoa.

O Município de Azambuja vai estar presente no VIII Congresso Nacional da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras, a decorrer entre os dias 15 e 18 de maio no Centro de Congressos do Arade, em Lagoa, no Algarve.

Azambuja faz parte dos organismos nacional e internacional de Cidades Educadoras desde o ano de 2008 e vai divulgar, neste evento, os seus projectos “Viagens do Zambujinho” e “BEMORE – Educação pela Arte”, bem como o Programa de Educação Parental e Consciente da Lezíria do Tejo.

O programa deste congresso pretende reforçar e valorizar três níveis diferentes mas que, quando conjugados, são responsáveis pela realidade das cidades: o nível político, o técnico e o da investigação académica. Para reflectir e afirmar estas dimensões, o programa prevê como pontos altos do congresso, dois painéis de autarcas e a participação de conferencistas de prestígio nacional e internacional que trarão a debate os temas “Criar (na) Cidade”, “Periferias” e “Cidades e redes”.

De sublinhar ainda que este será o primeiro Congresso Nacional da Rede Territorial das Cidades Educadoras que contará com um grupo alargado de jovens vindos de todo o território nacional e ilhas, convidados pelos vários Municípios Educadores, que terão a oportunidade de participar em diversas actividades e que serão envolvidos no processo de criação de propostas que melhorem as cidades e a nossa sociedade.

De acordo com fonte da organização, pretende-se com esta iniciativa capacitar os jovens para que estes se tornem agentes activos e dinamizadores das suas comunidades. “Este será o espaço ideal para reflectir os territórios, identificando as suas oportunidades e desafios e partilhar ideias e experiências para potenciar as mesmas”, acrescenta fonte da autarquia de Azambuja.

O congresso reserva ainda um momento para que as cidades possam apresentar as suas experiências aos congressistas presentes, através de ecrãs inteligentes que estarão distribuídos pelo recinto. Os congressistas poderão consultar as diferentes experiências nos ecrãs inteligentes ao longo de todos os dias do congresso. O Município de Azambuja apresentará, nestes ecrãs, “As Viagens do Zambujinho”; o “BEMORE – Educação pela Arte” e o “Programa de Educação Parental e Consciente da Lezíria do Tejo”.

A mesma fonte da Câmara de Azambuja acrescenta: “A adesão da autarquia a este organismo tem enquadramento no facto de assumir os princípios da “Carta das Cidades Educadoras” como orientadores da acção municipal neste sector tão importante e estruturante para a vida de todo o Concelho de Azambuja enquanto comunidade”.

Neste contexto, Azambuja participa activamente na Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras, onde toma contacto com exemplos de boas práticas desenvolvidas por outros municípios e, naturalmente, apresenta aos parceiros os seus projectos e partilha com eles as experiências do trabalho desenvolvido.

A Associação Internacional das Cidades Educadoras conta com 488 cidades associadas em 37 países. Na sua origem está o objectivo de estreitar relações entre os governos locais para a promoção do valor educativo no espaço urbano, fomentando políticas e intervenções públicas transformadoras das cidades em espaços propícios para o desenvolvimento humano.