Dupla de Alenquer em sexto no Rali do Algarve

A dupla alenquerense João Miguel Colaço e Ricardo Batista terminou o Rali Casinos do Algarve no sexto posto da classificação geral, naquela que foi a estreia do piloto alenquerense em ralis de asfalto.

João Miguel Colaço e Ricardo Batista marcaram presença no Rali Casinos do Algarve, última prova do Troféu Europeu de Ralis / Campeonato Nacional de Ralis e Campeonato Sul de Ralis, naquele que foi o cumprir de um sonho para o piloto João Colaço.

Desta forma, João Colaço estreou-se em ralis de asfalto, depois de ter feito a sua última prova à mais de dez anos no então Troféu Regional de Ralis de Alenquer… num sonho que foi cumprido devido à resposta positiva por parte de várias empresas no concelho de Alenquer.

Segundo nos contou João Miguel Colaço, “após uma longa paragem nas corridas conseguimos montar um projecto para concretizar um sonho antigo, que era fazer um rali de alcatrão num Mitsubishi Lancer. Surgiu a oportunidade de fazer o Rali do Algarve, um dos ralis mais difíceis e desafiantes do CPR. A prova de estreia absoluta acabou por superar as expectativas, uma vez que andamos o rali todo sem travões e sem luz numa das especiais nocturnas, condicionando assim o nosso andamento”.

Colaço acrescenta: “Mesmo com uma penalização de 50 segundos e os problemas todos acabámos num excelente 6° lugar. Quero agradecer à minha família e amigos pelo apoio que nos deram antes e durante o rali e um agradecimento especial aos nossos patrocinadores por tornarem este sonho realidade”.

Para o experiente navegador Ricardo Batista, “a forma tranquila como o João abordou os reconhecimentos e a prova foram fundamentais para um rali sem sustos e com um andamento em constante evolução. Os problemas de travões que duraram todo o rali e o facto de termos sido obrigados a fazer dois troços nocturnos sem luzes suplementares foram contrariedades muito grandes, mas até esse desafio foi superado”, acrescenta.

Ainda de acordo com Ricardo Batista, o resultado final era o menos importante, mas é fácil perceber que com o tempo que perdemos com esses problemas, um lugar no pódio do Regional Sul estava perfeitamente ao nosso alcance, o que seria fantástico para um piloto que nunca tinha guiado este tipo de carros e nunca tinha feito uma prova em asfalto”.

Terminada o Rali Casinos do Algarve, a dupla alenquerense procura agora reunir condições para voltar às estradas na próxima edição da prova.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR