Alenquer Real Club: uma nova colectividade impulsionada pelo amor ao futsal

Nos tempos que correm parece improvável o surgimento de uma nova agremiação desportiva, mas o Alenquer Real Club contrariou essa tendência. Surgiu a 1 de Julho de 2014 e foi criado pela mão dos seus cinco sócios fundadores: Paulo Fernandes, Ricardo Netto, Ricardo Marques, João Pierre e Jorge Santos.

Nos tempos que correm parece improvável o surgimento de uma nova agremiação desportiva. Diz-se que o espírito do colectivo está em regressão e que cada vez é mais difícil encontrar quem queira fazer parte das direcções das colectividades. Ora, aqui está um belo exemplo de que também nesta matéria… há excepções!

Falamos do Alenquer Real Club. Conta com 4 anos de vida, pois surgiu a 1 de Julho de 2014. O Alenquer Real Club foi criado pela mão dos seus cinco sócios fundadores: Paulo Fernandes, Ricardo Netto, Ricardo Marques, João Pierre e Jorge Santos.

Mas como é que surge a ideia de fundar um clube? Ricardo Marques, um dos fundadores do ARC, explica: “A iniciativa surge após ter sido extinta a secção de futsal que ligava cerca dos 40 atletas a outro clube. O futsal é uma modalidade que tem o afecto de todos e sobretudo da maioria dos pais e simpatizantes dos atletas que integravam essa antiga secção de futsal  e todos foram unânimes que a modalidade não deveria terminar e que estas crianças não deveriam deixar de praticar o desporto que escolheram e que adoram”.

Estavam então lançadas as bases para o Alenquer Real Club. Assim, em meados de Maio de 2014 foram estes cinco elementos que encetaram uma “cruzada na busca de apoios oficiais e documentação jurídica destinada a fazer acontecer o nascimento desta colectividade, o que veio a verificar-se com aprovação dos estatutos no dia 1 de Julho de 2014”, como acrescenta Ricardo Marques.

Segundo ainda este dirigente, actualmente o clube conta com cerca de 150 atletas em todos os escalões de formação, incluindo duas equipas femininas, uma de formação e outra de competição. A secção de atletismo actualmente é composta por 6 atletas.

Ricardo refere ainda: “Em meados de Março de 2016 foi-nos cedido gentilmente pela Câmara Municipal de Alenquer um espaço na aldeia do Camarnal, situado na antiga Escola Primária, para que pudéssemos ali sediar a nossa colectividade”. Desta forma, o Alenquer Real Club encontrou a sua actual casa.

Agora vamos à essência desta nova agremiação do concelho de Alenquer: “o futsal é considerado actualmente um desporto em grande expansão e, nesse contexto, percebemos que existia essa lacuna ao nível do nosso concelho, sendo o Alenquer Real Club, com a vertente de formação de futsal, o único clube a fazê-lo no concelho de Alenquer”, explica Marques.

O dirigente também detalha: “A nossa assembleia é composta por apoiantes activos e com cerca de 300 sócios que fomentam e desenvolvem actividades de divulgação e promoção das nossas equipas desportivas. Para além disso, são dinamizados vários projectos de cariz sócio-desportivo para o benefício das comunidades”. É de aplaudir e reconhecer o esforço e o trabalho realizado, acrescentamos.

 

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR