Azambuja: autarquia aposta em estimular capacidades de leitura nas crianças do pré escolar e 1º ciclo

A Câmara de Azambuja está a apostar na capacitação de técnicos que promovam aprendizagens da leitura e da escrita do Ensino Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico.

A Câmara de Azambuja está a apostar na capacitação de técnicos que promovam uma ação de curta duração sobre as aprendizagens da leitura e da escrita. “Tem sido uma prioridade da autarquia avaliar e intervir junto das crianças e turmas sinalizadas ao nível das problemáticas identificadas nas competências pré leitoras do Ensino Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico”, refere Silvino Lúcio, presidente da edilidade e responsável pela educação.

Nesta iniciativa participaram perto de 30 formandos de várias áreas técnicas como Educadores, Professores, Psicólogos e Terapeutas da Fala. Estiveram envolvidos os Municípios de Azambuja, Cartaxo e Rio Maior. “O resultado foi uma ação de curta duração pioneira sobre os benefícios de implementar a nomeação automática rápida como estratégia promotora de sucesso escolar”, acrescenta o autarca.

A autarquia assegura que esta aposta na capacitação dos docentes tem por base estudos recentes que certificam que os múltiplos processos que envolvem a nomeação automática são percetuais, cognitivos, linguísticos e motores. Assim a nomeação automática rápida é um processo complexo que requer a combinação de habilidades cognitivas como atenção, processos percetivos, memória lexical e articulação.

Ainda de acordo com o edil, eleito presidente nas mais recentes autárquicas realizadas em Setembro passado, a sua importância está relacionada com o facto de ser uma habilidade que começa a ser desenvolvida antes da leitura, durante o pré-escolar, e continua ao longo do crescimento do aluno.

Acrescentamos que nesta formação, foram partilhadas evidências que comprovam a necessidade de uma mudança nas metodologias, com a valorização da prática em sala de aula, no treino da nomeação automática rápida que funciona como um fator preditivo para a aquisição e desenvolvimento da leitura com sucesso. “A nomeação automática rápida (NAR) em sucessão favorece uma melhoria na descodificação, na precisão, na velocidade e na fluência da leitura com ou sem dificuldades ou transtornos de aprendizagem”, refere igualmente o responsável pela pasta da educação na Câmara de Azambuja.