Folgado e as críticas ao Orçamento: “É um documento sério que espelha o que vamos fazer em 2022”

Pedro Folgado assegura que o Orçamento para 2022 é um documento realista que espelha de forma fiel o que a autarquia pode fazer em 2022. O Presidente da Câmara de Alenquer regressou ao Fundamental Canal para falar também da Polícia Municipal e de outros temas da atualidade.

Pedro Folgado afirma que o Orçamento aprovado há dias em reunião de câmara é um documento realista, que espelha de forma fiel o que a autarquia vai fazer em 2022. O Presidente da Câmara de Alenquer respondeu desta forma às críticas que foram feitas ao documento pela oposição, sobretudo pela CDU através do vereador Ernesto Ferreira.

O autarca regressou ao Fundamental Canal para nova entrevista numa altura em que estamos prestes a completar mais um ano, este marcado ainda pela pandemia e naturalmente pela reeleição que ocorreu em Setembro último. “Assumo que as obras que têm apoio comunitário estão atrasadas e que terão de ser concluídas”, disse ainda Folgado em resposta às referidas críticas.

O edil aproveitou igualmente para esclarecer que o valor previsto para a implementação da Polícia Municipal não deverá ultrapassar os 200 mil euros. Recorde-se que o Fundamental noticiou há dias que este mesmo valor ascenderia a 9 milhões de euros, tendo por base um post publicado pela própria autarquia no seu site oficial e no qual poderia ler-se “Para a criação da Polícia Municipal o município tem previstos 9 milhões de euros, sendo que 1,6 milhões estão já inscritos para 2022”. Folgado afirmou desconhecer de todo de onde teriam surgido tais valores avançados pela comunicação da autarquia. Naturalmente que o post foi posteriormente corrigido.

Nesta entrevista Pedro Folgado abordou ainda a pandemia e afirma que o aumento de casos em Alenquer nada tem a ver com a noite de 30 de Novembro, de boa memória para os locais pelo espetáculo de artifício que deu inicio às festividades natalícias e que reuniu em Alenquer milhares de visitantes. O autarca falou ainda das próximas legislativas, afirmando que sente no ar uma vontade de mudança.

Entrevista completa para ver já de seguida, onde e quando assim o desejar.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR