Câmara de Santarém vai pagar metade da renda de casa às famílias mais desfavorecidas

A autarquia de Santarém vai pagar metade do valor da renda de habitação às famílias mais desfavorecidas no contexto da crise pandémica que se vive na região e no país.

A autarquia de Santarém vai pagar metade do valor da renda de habitação às famílias mais desfavorecidas no contexto da crise pandémica que se vive na região e no país. Este apoio surge no âmbito do Regulamento Municipal de Atribuição de Subsídio ao Arrendamento a Estratos Sociais Desfavorecidos que está em vigor desde 2008.

Neste sentido o Executivo Municipal aprovou o alargamento de seis meses para um ano do apoio em metade do valor da renda previsto no regulamento. Este apoio é destinado ao arrendamento habitacional em mercado privado a todos os munícipes que cumpram os requisitos constantes no regulamento, permitindo suportar os custos dos valores de renda praticados, como alternativa ao realojamento em habitação social.

A autarquia de Santarém esclarece que este subsídio possui um carácter transitório, sendo atribuído por períodos de 12 meses. Consiste então no pagamento de 50 por cento do valor da renda ou como alternativa pagamento das rendas em dívida, não podendo ultrapassar os 2000 euros.

O Presidente da Câmara de Santarém afirma que, e citamos, “com esta medida, consciente das dificuldades motivadas pelo contexto pandémico, o Município de Santarém reforça o apoio às famílias que se encontram em situação de maior fragilidade socioeconómica durante o ano de 2021”.


Presidente da Câmara do Cartaxo conta como viveu os dias em que esteve infetado pela Covid-19

Pedro Ribeiro concedeu ao Fundamental Canal a sua primeira entrevista local depois de ter contraído a Covid-19. O Presidente da Câmara do Cartaxo conta-nos nesta conversa como viveu os dias de recolhimento obrigatório, e fala igualmente do “tema do momento” no Cartaxo: o aumento desmesurado do valor da fatura do gás natural.