Covid-19: contentores e morgue do Hospital de Vila Franca já não têm capacidade para mais corpos

Os contentores localizados no Hospital de Vila Franca de Xira estão cheios de corpos de pessoas que faleceram na sequência de complicações motivadas pela Covid-19. Estes dois equipamentos já são insuficientes para a quantidade de cadáveres que resultam dos efeitos da pandemia nesta unidade hospitalar da região.

Os dois contentores localizados no Hospital de Vila Franca de Xira estão cheios de corpos de pessoas que faleceram na sequência de complicações motivadas pela Covid-19. Estes dois equipamentos já são insuficientes para a quantidade de cadáveres que resultam dos efeitos da pandemia nesta unidade hospitalar da região.

O Fundamental apurou que os corpos são tapados com lençóis e depositados em macas no interior dos referidos contentores. Estes dois equipamentos já são, no entanto, manifestamente insuficientes para a quantidade de vitimas mortais, sendo que alguns dos falecidos são encaminhados pelas agencias funerárias para a respetiva cerimónia fúnebre somente três dias após terem morrido.

Refira-se que nos últimos 3 dias o Concelho de Vila Franca de Xira registou um impressionante total de 31 vitimas mortais, 13 das quais nas últimas 24 horas, de acordo com o mapa epidemiológico publicado pelas autoridades. Os cadáveres no Hospital de Vila Franca de Xira acabam por ser guardados em macas onde ficam até 3 dias cobertos com um lençol. Os contentores em causa têm capacidade de armazenamento para 20 corpos cada. Ambos os equipamentos têm, no entanto, a sua capacidade esgotada, e o mesmo sucede com a câmara frigorífica da morgue do próprio Hospital.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR