“5300 alenquerenses querem reversão do serviço da água” – Carlos Ferreira em entrevista no F-Canal

Carlos Ferreira é um dos grandes dinamizadores do Movimento Alenquer Água Justa a par de Alfredo Trinca e de António Matos. Um ano depois da fundação do Alenquer Água Justa, Carlos regressa ao nosso estúdio para fazer um balanço destes derradeiros meses.

Carlos Ferreira é o mais recente convidado de Nuno Cláudio para a entrevista no Fundamental Canal. Ferreira é um dos grandes dinamizadores do Movimento Alenquer Água Justa a par de Alfredo Trinca e de António Matos. Um ano depois da fundação do Alenquer Água Justa, Carlos regressa ao nosso estúdio para fazer um balanço destes derradeiros meses.

Desde logo Carlos Ferreira destaca por mais de uma vez que foram cerca de cinco mil e trezentos os habitantes do Concelho de Alenquer que assinaram uma petição que exige basicamente dois aspetos: a redução do custo do fornecimento de água imputado aos alenquerenses e a reversão do serviço de concessão, cujo prazo ainda se estende por mais 13 anos. A este propósito, Ferreira defende que a autarquia tem ao seu dispor todos os argumentos necessários para avançar com a denuncia do contrato.

 Carlos Ferreira relembra igualmente que a empresa Águas de Alenquer anuncia lucros superiores a um milhão de euros anuais desde 2015, e recorda também que neste concelho os munícipes pagam a quarta água mais cara do país. O dinamizador do Movimento Alenquer Água Justa assume que a caminhada do passado sábado não correspondeu às expectativas no tocante ao número de pessoas presentes mas o movimento não desarma e remarcou nova iniciativa já para amanhã, sábado, dia 18 de Setembro.

Nesta entrevista foi igualmente abordado o tratamento que é dado pela empresa Águas de Alenquer aos seus clientes, que muitas vezes são claramente obrigados a pagar valores que não são devidos sob pena de lhes serem retirados os contadores e ficarem sem água, naquilo que consubstancia uma prática deplorável desta empresa que acaba por se financiar à custa dos martirizados clientes. Entrevista para ver, já de seguida.

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR