Câmara promove potencial de Azambuja e combate “Capital da Covid” espalhada pela SIC

Azambuja está a promover todos os aspectos potenciais do município através de filmes elucidativos das mais valias do concelho. Uma reportagem da SIC deixou marcas negativas já que divulgou perante milhões de pessoas a ideia de que Azambuja era... a capital da Covid-19.

A Câmara de Azambuja meteu mãos à obra e está a empreender a promoção de todos os aspectos potenciais do município através de filmes elucidativos das mais valias do concelho. Uma reportagem levada a cabo pela televisão SIC deixou marcas negativas já que divulgou perante milhões de pessoas a ideia de que Azambuja era… a capital da Covid-19, num momento infeliz de um canal televisivo que por norma prima pela qualidade da sua informação.

Estávamos ainda em pleno pico da pandemia na Zona Industrial de Azambuja quando a SIC resolveu levar a cabo uma reportagem que foi exibida no Jornal da Noite de Sábado, dia 6 de Junho. Deficientemente elucidada e influenciada por um jornal local, a reportagem deste canal de televisão acabaria por apelidar Azambuja de “Capital da Covid-19”, um selo pesado e depreciativo, que os autarcas locais imediatamente decidiram contrariar com acções.

Desta forma surgiu o filme promocional que o leitor pode ver neste artigo e que procura promover as potencialidades de Azambuja. “A Câmara está a apostar forte na promoção e divulgação dos valores do Concelho de Azambuja, como são exemplos a etnografia, o vinho ou o Tejo, a nossa identidade e as nossas tradições, de forma a mostrarmos à região, ao País e ao Mundo que o concelho não é só Covid como infelizmente ultimamente se foca a nível geral”, refere o vereador António José Matos.

Matos acrescenta: “Pretendemos explicar às pessoas de um modo geral que não nos esquecemos de quem somos e que sabemos muito bem de onde vimos e para onde queremos caminhar no futuro”. O vereador, que também tutela o pelouro do Turismo, lembra que este é o momento de respeitar a pandemia e as restrições a ela associadas, mas acrescenta: “Temos uma esperança inabalável de que vamos voltar a comemorar no futuro, e por essa razão relembramos os valores do Concelho de Azambuja, que permanecem intactos e muito enraizados”.

Acerca da reportagem da SIC que apelidou Azambuja de Capital da Covid-19, António José Matos refere: “Isso foi um tremendo de um disparate, sobretudo quando temos neste momento 40 casos activos em todo o concelho e há freguesias noutros municípios que têm mais de mil casos. Foi um disparate tremendo”, reforça António José Matos.

VIANuno Cláudio
COMPARTILHAR