Povo encosta Águas de Alenquer à parede: caminhada de protesto marcada para 29 de Junho

Os consumidores do Concelho de Alenquer estão cada vez mais revoltados com a Águas de Alenquer e preparam uma acção de protesto para 29 de Junho. Os alenquerenses queixam-se que a água é demasiado cara e também referem o "muito mau serviço associado" ao fornecimento.

Alfredo Trinca, o rosto por detrás da caminhada de protesto em relação ao preço da água em Alenquer

Os consumidores do Concelho de Alenquer estão cada vez mais revoltados com a empresa concessionária do fornecimento de água ao domicílio e preparam uma acção de protesto que está agendada para 29 de Junho. Os alenquerenses queixam-se que a água é demasiado cara e também referem o “mau serviço associado” ao fornecimento.

Esta caminhada de protesto está a ser organizada por Alfredo Trinca, cidadão de Alenquer que deixou bem claro o seu descontentamento para com o serviço prestado pela empresa Águas de Alenquer. A acção de protesto está a ser organizada através da página deste cidadão na rede social Facebook, e a adesão tem sido instantânea por parte dos amigos e seguidores de Alfredo Trinca.

Desta forma, a concentração de alenquerenses que vão “apertar” com a empresa Águas de Alenquer está prevista para as 9 horas do próximo dia 29 de Junho, junto ao Centro de Saúde de Alenquer. De acordo com Alfredo Trinca, trata-se de “uma caminhada de alenquerenses que acham que a água que consomem é cara e tem um mau serviço associado”.

O objectivo passa por iniciar a caminhada a pé e parar junto à Loja da empresa Águas de Alenquer, onde terá lugar uma breve troca de ideias sobre o assunto que moverá os manifestantes. Depois a caminhada continua pela vila, está prevista subir a calçadinha e parar junto à Câmara Municipal, onde voltará a ter lugar uma breve troca de ideias no contexto desta acção de protesto. De seguida os alenquerenses descontentes descerão pela Avenida António Maria Jalles até à antiga Fábrica da Chemina e terminarão a sua marcha de protesto no Parque Romeira.

O apelo de Alfredo Trinca é dirigido a todos os alenquerenses que estão descontentes com o serviço prestado pela Águas de Alenquer: “Se concorda que a água que consome é cara e tem um mau serviço associado, então participe”, apela o organizador desta caminhada, que faz questão de deixar bem claro que pretende um movimento “sem discussões, sem confusões, sem más palavras nem alterações, sem nada de menos bom”.

Alfredo Trinca explicou ainda como surgiu a ideia para esta caminhada de protesto: “Foi algo que nasceu de uma conversa de dois amigos politicamente diferentes mas com uma sensibilidade comum a muitos alenquerenses”. Ainda de acordo com Trinca, este poderá ser o inicio de um processo que possa vir a contribuir para mudar algumas coisas em relação ao que está muito mal” no concelho de Alenquer.

 

VIAAlexandre Silva
COMPARTILHAR