Música na Filarmónica de Aveiras e sevilhanas em Azambuja este fim de samana

A Filarmónica de Aveiras está a preparar para hoje um serão intitulado “Há Música na Filarmónica”. A iniciativa começa pelas 21h30 com uma arruada, percorrendo algumas artérias da vila, a que se seguirá uma exibição da bandinha da própria colectividade.

A Filarmónica Recreativa de Aveiras de Cima está a preparar para hoje, dia 19 de Outubro, um serão intitulado “Há Música na Filarmónica”. A iniciativa começa pelas 21h30 com uma arruada, percorrendo algumas artérias da vila, a que se seguirá uma exibição da bandinha da própria colectividade.

A partir das 23h00, no espaço Bar d’Escola da Filarmónica, o programa completa-se num estilo bem diferente com a actuação da banda The Town Bar, um grupo oriundo do Cartaxo com 4 anos de existência, um álbum de originais no currículo e um som bem fresco e animado onde se cruzam a música “Country”, o Folk e o Rock.

Cavalo Lusitano no Centro Hípico. O Centro Hípico Lebreiro de Azambuja vai promover um almoço-colóquio na sua sede já amanhã, sábado, com início pelas 13h00. O tema proposto é “Vamos falar sobre o Cavalo Lusitano”, sendo o colóquio apresentado e dinamizado por Rui Casqueiro. A participação tem um custo de 10,00 euros e os interessados devem fazer a sua inscrição pelo telefone 963 349 990. Este é mais um dos colóquios que o Centro Hípico habitualmente realiza para divulgação da cultura e da arte equestre, e conta com o apoio do Município de Azambuja.

“Las Hermosas” de Azambuja no Centro Paroquial. O grupo de dança “Las Hermosas”, secção da colectividade centenária Club Azambujense, vai realizar o seu 2º Festival de Escolas de Sevilhanas. O evento terá lugar na tarde de amanhã, sábado, pelas 16h00, no auditório do Centro Social Paroquial de Azambuja.

Esta iniciativa contará com a participação de 4 grupos convidados, todos eles oriundos de concelhos onde a afición e a tradição taurina gozam de boa popularidade. Assim, além do grupo organizador – “Las Hermosas”, poderão ser apreciadas a técnica e as coreografias das escolas “Chiquis de Colores”, de Alenquer; “El Capote”, de Sobral de Monte Agraço; “Siempre a Bailar”, da Moita; e “Sevilhanas do Aposento do Barrete Verde”, de Alcochete.