Valada: Extensão de Saúde reabre já nesta sexta feira

Presidente da Câmara e a Presidente da Junta de Freguesia, Margarida Abade, receberam a comunicação da ACES Lezíria a informar que a Extensão de Saúde de Valada reabre na próxima sexta-feira, dia 6 de julho. Os autarcas viram, assim, satisfeita a reivindicação traduzida na tomada de posição pública do passado dia 27 de junho.

A Extensão de Saúde de Valada volta a servir os utentes desta freguesia já a partir desta sexta-feira. Presidente da Câmara e a Presidente da Junta de Freguesia viram assim satisfeita a reivindicação traduzida na tomada de posição pública do passado dia 27 de junho.

Pedro Ribeiro reafirma “esforço e trabalho contínuo” junto da administração central e regional, na procura de soluções que garantam acesso aos serviços de saúde de qualidade. “O concelho precisa de mais médicos de família e melhores infraestruturas. Esta é uma luta que vamos continuar a travar”, afirmou Ribeiro.

O Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria (ACES Lezíria) terá comunicado ao Município do Cartaxo, na passada sexta-feira, dia 29 de junho, que a Extensão de Saúde de Valada iria reabrir no dia 6 de julho, sexta-feira. A informação foi confirmada por Pedro Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, que vinha insistindo na “necessidade de reabrir esta valência de saúde, o quanto antes”.

Para o autarca, esta é uma excelente notícia. “O investimento superior a 36 mil euros que a Câmara Municipal fez naquele equipamento vai agora ser posto ao serviço das pessoas, quer dos utentes, quer dos profissionais de saúde que ali vão exercer funções”, acrescentou o presidente.

“As alterações efectuadas promovem a dignificação daquele espaço e permitem o acesso aos serviços por pessoas com mobilidade condicionada”, explicou ainda Ribeiro. “Quando falamos em mobilidade condicionada, não nos referimos apenas a utentes em cadeira de rodas, mas também a utentes com idade mais avançada”, acrescentou, afirmando que o envelhecimento da população “coloca-nos novos desafios em várias áreas de intervenção municipal, que consideramos prioritários na nossa acção”.

Esta linha de pensamento terá contribuído para a decisão de assumir as obras na Extensão de Saúde de Valada, apesar destas serem da responsabilidade da administração central.

 

COMPARTILHAR