Torres Vedras: Chás de Pedra destacam o potencial do vinho

A Azenha de Santa Cruz é o cenário já tradicional da realização dos colóquios Chás de Pedra, que se realizam em três sessões distintas, a ter lugar nos dias 6, 13 e 20 de julho, nas quais se abordará o vinho.

A Azenha de Santa Cruz é o cenário já tradicional da realização dos colóquios Chás de Pedra, que se realizam em três sessões distintas, a ter lugar nos dias 6, 13 e 20 de julho, nas quais se abordará o vinho.

“No ano em que Torres Vedras e Alenquer são Cidade Europeia do Vinho 2018, o tema não poderia ser outro, sendo que será abordado sob diferentes perspectivas e por diferentes oradores convidados”, refere fonte da organização.

Chás de Pedra constituem espaços de informação e discussão, com realização sempre às 21h30 na Azenha de Santa Cruz. Os temas e os convidados de cada sessão de Chás de Pedra 2018 são os que o Fundamental aqui divulga:

6 de julho | “O Vinho e a Vinha: O Paradigma do século XX”
Orador convidado: Andrade Santos

13 de julho | “As Adegas e o Valor Económico da Vinha e do Vinho”
Oradora convidada: Palmira Cipriano Lopes

20 de julho | “Os Vinhos de Torres Vedras no Contexto da Região de Lisboa”
Orador Convidado: João Melícias

Ainda de acordo com a organização, “a promoção da investigação, da formação e da informação sobre a história e identidades locais, bem como a valorização do património são os principais objetivos da realização desta iniciativa”.