Ávinho: faltam poucos dias para a loucura das canecas cheias em Aveiras de Cima

É já nos dias 13, 14 e 15 de abril que que se realiza mais uma ÁVINHO - Festa do Vinho e das Adegas, em Aveiras de Cima. O evento, que acontece sempre em meados do mês de abril, é já uma tradição em toda a região e afirma-se como a festa do vinho mais castiça do país.

É já nos dias 13, 14 e 15 de abril que que se realiza mais uma ÁVINHO – Festa do Vinho e das Adegas, em Aveiras de Cima. O evento, que acontece sempre em meados do mês de abril, é já uma tradição em toda a região e afirma-se como a festa do vinho mais castiça do país.

A organização é uma parceria entre a Câmara Municipal de Azambuja, a Junta de Freguesia de Aveiras de Cima e a “Associação Vila Museu do Vinho”, e conta com o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

“A décima quarta edição da ÁVINHO, que irá celebrar os excelentes néctares da colheita 2017, apresenta uma nova imagem gráfica, mais contemporânea, procurando refrescar o conceito da iniciativa, projectá-la para o futuro e captar novos públicos”, afirma António José Matos, vereador da edilidade azambujense.

Segundo o autarca, “em complemento dos espaços vitivinícolas, onde os produtores locais franqueiam as portas a todo o público, e a par de um novo grafismo, a ÁVINHO 2018 receberá os visitantes com stands mais modernos e acolhedores onde não faltarão deliciosos doces e petiscos, ao longo das ruas do evento”.

Sem aumento, e por apenas 2,50 euros, o visitante adquire uma caneca de barro alusiva ao evento – que levará como recordação – e  tem acesso a provar, gratuitamente, todos os vinhos da dezena e meia de vitivinicultores participantes na iniciativa. Estes homens e mulheres abrem as suas portas a todos, com a arte de bem receber, e partilham muitos segredos do bom vinho ribatejano que produzem.

A nível musical, a edição deste ano terá como cabeças de cartaz o cantor de fado humorístico Emanuel Moura, na sexta-feira às 24h00, e o conhecido grupo D.A.M.A, no sábado também à meia-noite.

Outros destaques, em termos de animação, são o fado amador itinerante pelo percurso da festa, na sexta à noite; e o desfile etnográfico “O Ciclo do Vinho”, às quatro da tarde de sábado. As varandas e fachadas enfeitadas sob o tema do vinho, fruto do envolvimento da população local, são outro atractivo da festa. Recorde-se que todas as atividades da Ávinho têm entrada livre.

Programa da ÁVINHO. O programa do evento arranca às 18h00 de dia 13, na Praça da República, com a cerimónia da abertura oficial. “Uma inovação no acto inaugural será o anúncio dos vencedores do 36º Concurso de Vinhos do Concelho de Azambuja, que habitualmente acontecia na tarde de domingo”, refere ainda fonte da autarquia.

Na primeira visita às ruas da ÁVINHO, haverá a tradicional oferta de febras (só neste dia), pão e vinho, e a animação de rua com bandinhas populares. O serão começa com o fado amador nas adegas, a partir das 21h00, e completa-se com a actuação de Emanuel Moura e o seu fado humorístico, no Palco da República à meia-noite.

No sábado, pelas 16h00, as ruas são invadidas por centenas de visitantes para ver passar os grupos e carros alegóricos com a demonstração das diversas fases d’ “O Ciclo do Vinho”, desde a plantação do bacelo até à prova do vinho na taberna. A partir das 21h00 haverá três bandinhas a animar todo o espaço público do evento, e à meia-noite o popular grupo musical D.A.M.A sobe ao Palco da República.

No último dia, domingo, as portas reabrem-se às três da tarde para novas provas. Uma hora depois o Largo da República volta a atrair as atenções, com uma recriação teatral sobre o quotidiano daquela vila intitulada “Um dia n’Aveiras”. Pelas 18h00, uma arruada da banda da Filarmónica Recreativa de Aveiras de Cima marcará o encerramento da décima quarta edição da ÁVINHO.