Salvaterra: autarquia investe na criação de Reserva Arqueológica

A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos assinou um protocolo com a Direção-Geral do Património Cultural com vista à criação de uma Reserva Arqueológica no Concelho. Este será o primeiro passo para a criação do Museu “A Lezíria e a Charneca”, projecto que o executivo municipal pretende vir a concretizar neste mandato.

A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos assinou um protocolo com a Direção-Geral do Património Cultural com vista à criação de uma Reserva Arqueológica no Concelho.

“O Município de Salvaterra de Magos tem manifestado interesse na salvaguarda do património arqueológico existente no território concelhio e pretende assegurar a aplicação de uma estratégia concertada de recolha e estudo de informação arqueológica relevante para o conhecimento da história do concelho”, refere Hélder Esménio, presidente do executivo camarário.

“Este será o primeiro passo para a criação do Museu “A Lezíria e a Charneca”, projeto que este executivo municipal pretende vir a concretizar neste mandato. A intenção é reunir num mesmo espaço as várias tradições, potencialidades, usos e costumes do Concelho”, explicou ainda o autarca.

A Direção-Geral do Património Cultural compromete-se a colaborar com o Município na organização e planeamento dos meios necessários a uma correta política de arqueologia no concelho, entre outros. Ao Município de Salvaterra de Magos cabe, nomeadamente, desenvolver no concelho iniciativas de sensibilização para a importância do património cultural e, em particular, o património arqueológico.