Teckel: o poderoso salsicha (Rubrica de Jorge Guilherme)

O Teckel está muitas das vezes ligada ao conceito de cães considerados de trazer por casa, conceito muitas das vezes definido pela sua característica morfológica. O seu corpo longo, com de pequenas pernas, em que a sua locomoção é muito divertida e característica, a qual muitas das vezes está ligada a filmes cómicos ou a uma designação sempre divertida na televisão ou no cinema.

Esta raça de cães está muitas das vezes ligada ao conceito de cães considerados de trazer por casa, conceito muitas das vezes definido pela sua característica morfológica. O seu corpo longo, com de pequenas pernas, em que a sua locomoção é muito divertida e característica, a qual muitas das vezes está ligada a filmes cómicos ou a uma designação sempre divertida na televisão ou no cinema, sem ter em consideração as suas elevadas capacidades gerais.

Mas o Teckel não é mais que uma das super raças de cães, com um elevado poder olfactivo do mundo. Esta raça é oriunda da Alemanha, também conhecida pela designação de Dachsund, onde a mesma designação traduzida do Alemão significa cão texugo. Tem um carácter comportamental de caça, já que é descrito como um cão com elevado poder olfactivo, e devido à sua estrutura corporal é excelente na perseguição e captura de animais de toca. Essa mesma vertente olfactiva faz dele um excelente perseguidor de pistas de animais de porte maior.

Retornando à sua historia de origem, esta leva-nos a uma data bastante atrás, 5 mil anos, quando então foram descobertas ossadas muito semelhantes às suas características fisionómicas num túmulo de um Faraó. Mais tarde os caçadores alemães desenvolvem esta raça para a caça, principalmente pela sua capacidade olfactiva e pela leveza e resistência, e principalmente pelo seu valente e destemido heroísmo. Mais tarde fazem parte da corte Inglesa, que elevou esta raça mais para o palco da fama e conhecimento mundial.

A nível de características comportamentais, existem diferenças entre os Teckel de pelo liso e os Teckel de pelo duro ou cerdoso. Os de pelo liso são de comportamento adequado perante a Sociedade, fáceis de lidar, adoram passear, e além de serem independentes, adoram viver em família. Já os de pelo longo ou duro são mais terríveis, com um temperamento mais activo e vincado de caça, muito mais perseguidores de vestígios e tendenciais para perseguir pistas, com um temperamento menos social que os anteriores, e também menos sociais com outros cães.

Contudo são a raça de cães com maior longevidade de existência de vida, podendo alcançar os 20 anos, tendo uma media de vida de 12 anos. São também considerados dos cães que libertam mais pelo. Por essa razão a consciência de ter um cão desta raça dentro de casa tem muito que passar por aceitar que vão haver situações positivas, mas também com conhecimento e aceitação de cenários negativos.

Considerada como uma das três raças de cães com o maior poder olfactivo do mundo, o Teckel necessita de muita actividade e espaço. Pessoalmente não sou um apologista desta raça confinada a um apartamento, já que acondicionar um canídeo com características de caça a um espaço interior requer do dono capacidades para garantir muita mobilidade e ampliar instinto de liberdade ao mesmo.

A sua educação deverá ser paciente, mas bastante vincada, sendo iniciada desde muito cedo, com sociabilizarão do meio ambiente, com outros congéneres, e vincando principalmente algumas regras básicas, como o conhecimento do dono, a diferenciação de ordens de comando e recompensa, ambiente familiar, passeios e regras de conduta e comportamentos perante a Sociedade e os seus congéneres ou outros animais.

NÃO EXISTE UMA VERTENTE DE PSICOLOGIA ENTRE DOIS SERES. EXISTE SIM UMA PROCURA DE UM RESPEITO MUTUO, QUE GARANTA A LIGAÇÃO DE AMIZADE A UMA SÓ VIDA RECIPROCA.